Capoerê

O Capoerê é uma ação social idealizada por Frede Abreu no começo dos anos 90, posta em prática pelo então professor Saguim, sob a orientação de Mestre Nenel. O projeto chegou a atender 1200 crianças ao mesmo tempo em comunidades de Salvador. Atualmente, o Capoerê funciona como uma rede, pela disseminação de pontos e pela formação de agentes multiplicadores, em seus 5 Núcleos: Narandiba, Nordeste de Amaralina, Chapada do Rio Vermelho, Plataforma e Baiacú.

CAPOERÊ – NARANDIBA – Salvador – Bahia

por Lua Branca (Lia Sfoggia)

Narandiba é um subdistrito de Salvador que liga a Avenida Paralela ao Cabula. É uma área geográfica bem populosa e que acolhe, desde 1979 o Centro Social Urbano de Narandiba (CSU) onde são oferecidos a comunidade serviços que favorecem a prática e o exercício da cidadania e melhoria da qualidade de vida. Dentro desse centro o Projeto Capoerê é desenvolvido desde 1996 pela Filhos de Bimba Escola de Capoeira. Muitos são os alunos que foram formados pelo projeto nessa localidade e vários deles são justamente nomes que ajudaram (e ajudam) a construir a história do núcleo Narandiba. O precursor das atividades foi o Mestre Garrincha, com auxílio de Bodinho. Em 2004 o projeto ficou sob a tutela do Professor Berimbau e assim permaneceu até 2011 quando o Professor Dentinho assumiu as atividades. Após um período de transição, em agosto de 2013 o Professor Escorpião ocupou esse espaço, onde se mantém até hoje. Todos os professores que deram continuidade as atividades iniciadas por Garrincha são fruto do Projeto Capoerê e iniciaram a sua vida na capoeira justamente nesse núcleo e através desse projeto. A parceria com o CSU é promissora e hoje é um dos núcleos do Projeto Capoerê que mais agrega alunos. Embora hoje tenha 85 capoerês ativos em sala, já comportou mais de 100 alunos por aula. Além das aulas de Capoeira Regional, são desenvolvidas atividades culturais como o samba de roda, o maculelê e a puxada de rede.

Saiba mais sobre o Núcleo Narandiba…

Ano de Fundação – Projeto Capoerê: 1996
Responsável: Professor Escorpião
Atividades: aulas do Projeto Capoerê e atividades comunitárias
Aulas do Capoerê: SEGUNDAS e QUARTAS as 17/18/19h – Rodas nas SEXTAS as 18h
Endereço: Centro Social Urbano de Narandiba – CSU
Contato: +55 71 9 9191 4390

CAPOERÊ – NORDESTE DE AMARALINA, Salvador-Bahia

por Lua Branca (Lia Sfoggia)

Formada desde 1995 pela Filhos de Bimba Escola de Capoeira e consagrada a primeira Mestra da escola em 2010, Mestra Preguiça acompanha crianças com o Projeto Capoerê desde 1994. O início dessas atividades aconteceu no Vale das Pedrinhas, bairro vizinho ao Nordeste de Amaralina. Porém, no final do ano de 1994 migrou para a Associação dos Moradores do Nordeste de Amaralina com sede vizinha a casa onde Mestre Bimba viveu boa parte de sua vida. Ter atividades com o Projeto Capoerê nesse bairro é muito significativo tendo em vista a importância da localidade para a Capoeira Regional. Muito da metodologia hoje praticada ali surgiu por essas ruas, na vida e no dia a dia do Mestre Bimba que exerceu um papel de líder comunitário no bairro. Em 1994 a Mestra conseguiu contemplar 100 crianças praticantes dentro dessa pequena sala e hoje, após mais de 20 anos de atividades o projeto conta com uma turma de aproximadamente 30 crianças que treinam duas vezes por semana.

Saiba mais sobre o Núcleo Nordeste de Amaralina…

Ano de Fundação – Projeto Capoerê: 1994
Responsável: Mestra Preguiça
Atividades: aulas do Projeto Capoerê; aulas de Capoeira Regional e eventos culturais
Aulas do Capoerê: SEGUNDAS e QUARTAS às 18h
Endereço: Associação dos Moradores do Nordeste de Amaralina – Rua Mestre Bimba
Contato: +55 71 9 8607 7745

CAPOERÊ – CHAPADA DO RIO VERMELHO, Salvador-Bahia

por Caneta (Juliana Dias)/Lua Branca (Lia Sfoggia)

Depois de onze anos desenvolvendo o Projeto Capoerê entre os salões da Paróquia Cristo Redentor na Chapada do Rio Vermelho, no dia 10 de janeiro de 2014 Mestre Canguru inaugurou o Centro Cultural Três Irmãos nesse mesmo bairro. Suas atividades com as crianças se iniciaram em maio de 2003 e nesses anos, muitos já passaram por seus ensinamentos. A construção desse núcleo de atividades surgiu da necessidade do mestre em ter um local próprio para continuar disseminando a Capoeira Regional. Mestre Canguru conta que o motivo de transformar a laje de sua casa nesse espaço se deu porque os salões da paróquia eram também ocupados por outras atividades da Igreja e da comunidade o que gerava transtorno, pois muitas vezes os salões estavam fora de condições para a prática dos treinos ou com atividades concomitantes. Sendo assim, a solução encontrada por ele foi utilizar o espaço ocioso da cobertura de sua casa. Quando começou a ensinar no novo espaço, em meados de 2013, o local mal tinha piso e reboco, mas depois de reunir uma soma de dinheiro, fruto de suas viagens com a capoeira, ele concluiu a reforma e inaugurou o novo espaço. O nome “Três irmãos” faz referência e homenagem a história do Mestre Canguru e seus irmãos pois os três foram formados pela Filhos de Bimba Escola de Capoeira. Desde então, o Núcleo já atendeu mais de 130 crianças e adolescentes, com idades entre 5 a 15 anos.

Saiba mais sobre o Núcleo Chapada do Rio Vermelho…

Ano de Fundação – Projeto Capoerê: 2003
Responsável: Mestre Canguru
Atividades: além do Projeto Capoerê; aulas de Capoeira Regional e eventos culturais
Aulas do Capoerê: TERÇAS e QUINTAS às 18h
Endereço: Rua Coreia do Sul, nº 435, Chapada do Rio Vermelho
Contato: +55 71 9 9191 5751 ou zenildocanguru@gmail.com

CAPOERÊ – PLATAFORMA – Salvador – Bahia

por Dentinho (Deivison Braga)/Mila Souza/Lua Branca (Lia Sfoggia)

Banhado pelas águas da Enseada do Cabrito e da Baía de Todos os Santos, o bairro de Plataforma, no Subúrbio Ferroviário, possui uma visão privilegiada da Cidade Alta, da Ribeira e das Ilhas de Itaparica e Maré e tem se fortalecido como uma área de valorização e incentivo a cultura. Um espaço que favorece esse crescimento é o Centro Cultural Plataforma, que através da secretaria de cultura do estado da Bahia, tem propiciado atividades desde junho de 2007. Nesse espaço, o Projeto Capoerê atende atualmente cerca de 30 crianças entre 07 e 14 anos, todas moradoras do bairro e adjacências sendo a maioria delas oriundas de escolas públicas. Lá, as atividades se iniciaram no dia 03 de agosto de 2017, sob a coordenação do Professor Dentinho, e o apoio pedagógico de Camila Souza e acontecem duas vezes por semana através de uma parceria com a Fundação Mestre Bimba. Assim como a maioria dos professores formados pela Filhos de Bimba Escola de Capoeira, Dentinho é fruto do Projeto Capoerê, onde começou a prática da capoeira no núcleo de Narandiba. Formado em Capoeira Regional pela Filhos de Bimba Escola de Capoeira no ano de 2008 e com Especialização I e II respectivamente nos anos de 2010 e 2016 pela Filhos de Bimba Escola de Capoeira, hoje Dentinho é licenciado em História pela UNIJORGE e, além das atividades desenvolvidas com os capoerês, leciona a disciplina na rede privada de ensino.

Saiba mais sobre o Núcleo Plataforma…

Ano de Fundação – Projeto Capoerê: 2017
Responsável: Professor Dentinho
Atividades: aulas do Projeto Capoerê e atividades comunitárias
Aulas do Capoerê: QUINTAS e SEXTAS as 18h
Endereço: Centro Cultural Plataforma
Contato: +55 71 9 9168 5481

CAPOERÊ – BAIACU, Vera Cruz – Ilha de Itaparica-Bahia

por Lua Branca (Lia Sfoggia)

Quando se fala na Ilha de Itaparica, a imagem são sempre das belas praias, mas é para os lados de Mar Grande que encontramos a Vila de Baiacu (Vila do Senhor da Vera Cruz). Um povoado simples mas que desde 2015 conta com o Projeto Capoerê em atividades na Associação Vera Cruz de Assistência a Saúde e Educação (ASEV). No princípio as aulas aconteciam as sextas-feira num espaço cedido por um bar; com a construção da ASEV as aulas receberam um espaço onde acontecem nas manhãs de sábado onde a associação também viabiliza outras ações na comunidade. Mestra Preguiça relata sua vontade de desenvolver as atividades prioritariamente com as meninas da comunidade para construir noções de cuidado com o corpo mas hoje sua turma conta com meninos e meninas. Para chegar no vilarejo é necessário pegar um barco para sair de Salvador e mais uma condução dentro da Ilha enfrentando uma caminho de (com sorte) aproximadamente duas horas para ir e (mais duas horas para) retornar. Todos os sábados, de manhã cedinho, a Mestra percorre as ruas de Baiacu, recebida pela comunidade e reunindo a criançada para a prática da capoeira.

Saiba mais sobre o Núcleo Baiacú…

Ano de Fundação – Projeto Capoerê: 2015
Responsável: Mestra Preguiça
Atividades: aulas do Projeto Capoerê e atividades comunitárias
Aulas do Capoerê: SÁBADO as 9h
Endereço: Associação Vera Cruz de Assistência a Saúde e Educação (ASEV)
Contato: +55 71 9 8607 7745

%d blogueiros gostam disto: